Publicações

Publicações em blogs e FanPages disponibilizados neste site

O Látex e a Biopirataria

O Látex e a Biopirataria

A história de hoje será sobre um medo constante nos discursos da defesa nacionalista, que é a BIOPIRATARIA , isto é, o roubo de espécies e da Flora e Fauna nativa de nosso país para exploração econômica de outras nações ou grupos econômicos . Se existe um pai da biopirataria, trata-se do inglês HENRY WICKHAN (1846-1926). O Brasil no século XIX, com o desenvolvimento da indústria automotiva e das aplicações industriais da BORRACHA nos países industrializados, tornou-se o ÚNICO fornecedor da matéria prima deste produto: O LÁTEX, produto extraído da seringueira, espécie nativa do Brasil e a região norte de nosso país sofreu um boom econômico sem precedentes, isto até Wickham, um aventureiro que tinha fixado residência em Belém do Pará e veio ao Brasil estudar nossos seringais, contrabandear á revelia 70 mil sementes de seringueiras da Floresta Amazônica para a Inglaterra em 50 cestos. Chegando a Londres, Wickham entrega estas sementes aos curadores do Kews Gardens, uma espécies de Jardim Botânico, que após estudos, enviam as melhores variedades para serem plantadas em colônias inglesas tropicais na Ásia. Trinta anos depois do ocorrido, a Inglaterra conseguiu superar o Brasil no monopólio da borracha e dominar os suprimentos mundiais do Látex. Este foi o primeiro caso de biopirataria massiva na era moderna que enterrou o milionário ciclo da borracha na Amazônia e tivemos outros como o da chegada da semente de Café e do Eucalipto australiano ao Brasil, etc..mas todos assuntos para uma outra história em outro dia... até lá 

Nelson Rodrigues e a Loteria Esportiva
Meu reino por uma... Cama?