quinta-feira , 18 julho 2024 - 16:07
Home Blogger Clima Organizacional
Blogger

Clima Organizacional

Recém contratados, Francisco e Jonas participavam do processo de “integração”, e enquanto visitavam as diversas áreas da empresa, Francisco aproximou-se de Carlos, um antigo funcionário, e perguntou-lhe:

– Amigão, que tipo de pessoas trabalha aqui?

– Que tipo de pessoas trabalhava na empresa de onde você vem? – replicou Carlos.

– Ah! Pra ser sincero, era um grupo de egoístas e folgados. Eu estou muito satisfeito por ter saído de lá.

E Carlos respondeu:

– Poxa, sinto dizer, mas o mesmo tipo de pessoas você encontrará por aqui.

Carlos então olhou para Jonas, que observava calado a conversa, e perguntou:

– E você? Que tipo de pessoas trabalhava na empresa de onde você vem?

– Ah senhor, um grupo extraordinário de pessoas. Gente amiga, honesta, trabalhadora. Fiquei muito triste por ter que deixá-las, mas a oportunidade de trabalho aqui é bem melhor.

E Carlos então respondeu:

– Fico feliz por você, porque o mesmo tipo de pessoas você encontrará por aqui!

Ao escutar a conversa, Francisco, inconformado, comentou:

– Como é possível o senhor dar respostas tão diferentes à mesma pergunta?

E Carlos respondeu:

– Cada um encontra na vida exatamente aquilo que traz dentro de si mesmo.

Existem pessoas que reclamam de tudo e de todos; nada está bom; tudo é culpa da empresa, do chefe, do governo, do clima, e assim vai. O interessante é que estas pessoas mudam de departamento ou de área na empresa, e no inicio vai tudo muito bem, mas com o passar dos dias, aos poucos, tudo volta a ser exatamente como era antes, levando-as a se perguntar: “Poxa, estava tudo tão bom no início. Porque as coisas ficaram tão ruins novamente?”. A resposta é simples: Porque estas pessoas mudam de ambiente, mas não mudam o seu modelo mental e o seu comportamento.

Com relação ao ambiente de trabalho, existem basicamente dois tipos de profissionais: Os que influenciam o ambiente, e os que se deixam influenciar por ele. O problema é que, assim como na liderança, esta influência pode ser negativa. Por isso, antes de reclamarmos do ambiente de trabalho ou do clima organizacional, precisamos fazer-nos algumas perguntas importantes:

– Eu influencio o ambiente, ou deixo que ele me influencie?

– Quanto a minha influência colabora para que o ambiente de trabalho melhore?

– Reclamar ajuda? Terceirizar a culpa ajuda?

– O que eu posso fazer pra ajudar a melhorar o clima organizacional e o ambiente de trabalho?

Se você deseja que as coisas melhorem em sua empresa, faça a sua parte. Parafraseando Gandhi, que disse: “Seja a mudança que você quer ver no mundo”, uma dica: “Seja a mudança que você quer ver na sua empresa”.

Sobre o autor

Sobre o portal

Desde 2008 mantenho este portal, que iniciou sendo um disseminador de informações e artigos voltados a área da mecânica e com o passar do tempo alterou seu formato diversas vezes, tornando-se uma plataforma educacional flexível  com ênfases em História (Que é a minha paixão) e trabalhos desenvolvidos na ampliação da cultura Maker no Brasil.

Related Articles

Mães, que bom que vocês existem!

Um dia, quando os meus filhos forem crescidos o suficiente para entenderem...

Especial Dia dos Pais

A Lua que não deiCecílio Elias Netto Compreendo os pais – e...

Sabedoria de Tubarão

Dois enormes tubarões brancos observam os sobreviventes de um naufrágio.– Siga-me, filho!...

Fácil e o Difícil

Ontem estava conversando com uma profissional que me atende, e durante a...