domingo , 14 abril 2024 - 17:04
Home Blogger Cronobiograma Feminino
Blogger

Cronobiograma Feminino

1 aos 5 anos:
A mulher não tem a mínima idéia do que ela seja.

5 aos 10 anos:
Sabe que é diferente dos meninos, mas não entende porquê.

10 aos 15 anos:
Sabe exatamente por que é diferente, e começa a tirar proveito disso.

25 aos 30 anos:
Nessa fase formam 5 grupos distintos:

G1
As que casaram por dinheiro

G2
As que casaram por amor

G3
As que não casaram

G4
As que simplesmente casaram

G5
As inteligentes

G1: desco br em que dinheiro não é tudo na vida, sentem falta de uma paixão..

G2: desco br em que paixão não é tudo na vida, sentem falta do dinheiro.

G3: não importa o dinheiro e a paixão, sentem falta mesmo é de um homem .

G4: não entendem por que casaram.

G5: desco br em que ter inteligência não é tudo na vida.

30 aos 35 anos:
Sabe exatamente onde errou e tinge o cabelo de loiro. Vai para academia.

35 aos 40 anos:
Procura ajuda espiritual.

40 aos 45 anos:
Abandona a ajuda espiritual e procura ajuda médica, com analistas e cirurgiões plásticos.

45 aos 50 anos:
Graças aos cirurgiões sua bunda e barriga voltaram ao normal, seus peitos ficaram melhores do que eram e explode uma paixão pelo seu analista.


Após os 50 anos

FINALMENTE SE DESCOBRE, SE ACEITA E COMEÇA A VIVER !!!!

…Mas, aí vêm a osteoporose e o reumatismo e fode tudo.


Luis Fernando Verissimo

Sobre o autor

Sobre o portal

Desde 2008 mantenho este portal, que iniciou sendo um disseminador de informações e artigos voltados a área da mecânica e com o passar do tempo alterou seu formato diversas vezes, tornando-se uma plataforma educacional flexível  com ênfases em História (Que é a minha paixão) e trabalhos desenvolvidos na ampliação da cultura Maker no Brasil.

Related Articles

Mães, que bom que vocês existem!

Um dia, quando os meus filhos forem crescidos o suficiente para entenderem...

Especial Dia dos Pais

A Lua que não deiCecílio Elias Netto Compreendo os pais – e...

Sabedoria de Tubarão

Dois enormes tubarões brancos observam os sobreviventes de um naufrágio.– Siga-me, filho!...

Fácil e o Difícil

Ontem estava conversando com uma profissional que me atende, e durante a...